MENU      
BUSCAR

CNA encerra série de lives sobre programas de certificação de raças bovinas

 

Brasília (17/08/2020) – A CNA promoveu a última live de uma série sobre programas de certificação de raças bovinas na segunda (17). A transmissão ao vivo pelas redes sociais debateu as iniciativas realizadas pelas raças Wagyu e Rubia Gallega.

Os debatedores foram o coordenador dos Protocolos de Rastreabilidade da CNA, Paulo Vicente Costa; o responsável técnico do Protocolo Carne Rubia Gallega Certificada, Eduardo Grandal; e o responsável técnico do Protocolo Carne Wagyu Certificada, Eliel Palamin. A moderadora foi a assessora técnica da CNA, Danielle Schneider.

Paulo Costa destaca que o mercado para carnes gourmet – produzidas conforme padrões de certificação e rastreabilidade - está em crescimento no Brasil e que existe um potencial de expansão muito grande para produtores. Segundo ele, os consumidores estão, cada vez mais, dispostos a pagar por cortes de qualidade diferenciada e com informações sobre o método de produção.

“Temos uma oportunidade muito grande tanto para consumidores quanto para produtores, de agregação de valor, nessa cadeia produtiva. Precisamos investir em seleção genética e nos programas de certificação”, afirmou ele.

Eliel Palamin apresentou o Protocolo Carne Wagyu Certificada e as exigências para participar do selo, como composição racial mínima de 50% sangue das raças Wagyu kuroge e Wagyu Akaushi. Ele também falou como funciona a rastreabilidade, o processo de abate e a classificação de marmoreio para bonificação do programa, entre outros pontos.

“Acredito que com a colaboração de todos os protocolos e informando, cada vez mais, o consumidor, conseguiremos concretizar o processo de certificação no mercado nacional”, disse o médico veterinário.

Criado em 2005, o Protocolo Carne Rubia Gallega Certificada é um programa de produção realizado pela empresa GMG com exclusividade para o Grupo Pão de Açúcar, utilizando o cruzamento entre as raças Rubia Gallega e Nelore. A iniciativa conta com 18 produtores, realiza uma média de 120 mil inseminações por ano e comercializa 13 mil toneladas de carne/ano.

“É super importante que esses protocolos cheguem aos consumidores”, declarou Eduardo Grandal.

FONTE: CNA

image01
Endereço: SBS Qd 2 Bl A Ed Casa de São Paulo Sala 1106 Brasília-DF CEP 70.078-900 Redação: (61) 3039 1050 Comercial: (61) 3039 1258