MENU      
BUSCAR

Com 37 anos de atuação na Emater-DF, morre o extensionista Helton Alves

A agricultura do Distrito Federal, em especial de Brazlândia, perdeu um grande extensionista nesta quinta-feira (14), o colega Helton Alves de Araújo, 65 anos. Técnico em Agropecuária, Helton atuava em Alexandre Gusmão desde 1991, quando o escritório foi inaugurado naquela área rural.

 

Na Emater-DF desde 10 de outubro de 1983, o extensionista deixou muitos colegas de trabalho e grandes amigos. Helton lutava contra um câncer desde o ano passado. Na última semana, foi internado e diagnosticado com pneumonia. Na noite desta quinta-feira (14) não resistiu às complicações da doença.

 

Nos últimos tempos, devido à saúde mais debilitada, o extensionista diminuiu as visitas a campo. Diante da pandemia, por se enquadrar no grupo de risco, estava em teletrabalho. No escritório, estava responsável pelo crédito rural, com serviços de elaboração de projetos de crédito. O conhecimento sobre os produtores e a produção local era um diferencial no seu atendimento, sabendo a necessidade de cada um que buscava a empresa.

 

“Essa notícia é muito triste. lamentamos muito essa perda. Tenho certeza que ele foi uma pessoa muito querida, construiu boas histórias e deixou um grande legado. Deixo aqui nossos mais sinceros sentimentos a toda a sua família, a todos os colegas da empresa e aos agricultores, que o tinham como grande amigo”, expressou a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca.

 

De acordo com colegas do escritório em que ele atuava, nesta sexta-feira (15), alguns produtores, ao saber da notícia, lamentaram e relataram importantes contribuições do extensionista em suas propriedades, no cultivo e no acesso às políticas públicas voltadas para o campo.

 

“Lamentamos profundamente a perda do nosso amigo Helton, profissional dedicado que sempre se colocava à disposição e ao apoio da nossa equipe. Uma perda irreparável, como profissional e como pessoa. Estará sempre em nossas lembranças”, ressaltou o gerente do escritório da Emater-DF em Alexandre de Gusmão, Hélio Lopes.

 

 

Confira abaixo mais depoimentos de colegas da Emater-DF:

 

“A Emater hoje perdeu um pedaço. O colega extensionista Helton fez parte da construção da Emater-DF, da mudança de vida de muitos pequenos produtores e hoje deixa nossos corações abalados. Era uma pessoa amiga, querido por todos”, lamentou a diretora-executiva da Emater-DF, Loislene Trindade.

 

“Helton era muito especial não só pela sua dedicação aos produtores rurais, mas pela ternura e cordialidade com que tratava todas as pessoas. É com muita tristeza que recebemos essa notícia”, disse o coordenador de Operações da Emater-DF, Pedro Ivo.

 

“Perdemos um bom colega de serviço. Era parceiro, tranquilo, calmo, companheirão. Como técnico, sempre disposto a colaborar. Os produtores tinham grande afinidade com ele. Nas minhas andanças pelas propriedades, sempre ouvi os produtores o elogiarem, principalmente os mais antigos. O Helton está aqui na região desde a abertura do escritório. Nunca ouvi nenhum produtor se queixar, de forma alguma, do profissional que ele era”, disse Arnaldo Augusto da Silveira, extensionista que trabalha em Alexandre Gusmão desde 2017.

 

“Hoje o dia amanheceu mais triste. Recebemos a notícia da perda do nosso amigo Helton. Profissional exemplar, amigo, pai, marido, avô, tio, irmão e filho. Sentiremos sua falta, pois é difícil acreditar que você tenha partido tão rápido. Quantas coisas foram ditas e outras que ficaram por dizer. Um ano atípico vivemos em 2020 e continua nesse 2021. Que falta nos faz um abraço de amigos nessas horas. Peço a Deus o seu acolhimento na morada do Pai. Que você seja luz por onde estiver. Saudades”, expressou Keila Xisto, extensionista em Alexandre Gusmão.

Fonte: Emater-DF

image01
Endereço: SBS Qd 2 Bl A Ed Casa de São Paulo Sala 1106 Brasília-DF CEP 70.078-900 Redação: (61) 3039 1050 Comercial: (61) 3039 1258